Aparelho auditivo o dia todo, todos os dias: pode e deve!

Mature man smiling while looking at mobile phone outside

  

Uma dúvida frequente a respeito dos aparelhos auditivos (também chamados de aparelhos de amplificação sonora individual, os AASIs) é se existe algum limite máximo de horas de uso por dia – ou, ainda, se o uso prolongado pode prejudicar ainda mais a audição. Na realidade, não há nenhuma contraindicação para o uso do aparelho o dia todo, muito pelo contrário: o uso constante do aparelho auditivo é recomendado pelos especialistas por trazer inúmeros benefícios para a saúde.

Estudos demonstram que a perda de audição não tratada está relacionada com o aumento de risco de ocorrência de outros problemas de saúde, como alterações de humor e depressão, Alzheimer e demência. Exercitar a capacidade de ouvir estimula o cérebro e ajuda a prevenir essas doenças. Por isso, a recomendação dos especialistas é que pessoas com perda de audição utilizem aparelhos auditivos pelo máximo de horas possível, diariamente. Além dos benefícios diretos para a saúde, o uso dos aparelhos auditivos durante a realização das atividades cotidianas, como trabalhar e ir à escola, por exemplo, também melhora a qualidade de vida das pessoas com perda de audição. Os adeptos dos aparelhos relatam mais facilidade em se comunicar com amigos e familiares, mais confiança nas interações sociais e profissionais, independência e segurança para andar na rua e dirigir, e mais satisfação ao realizar atividades de lazer, como ouvir música, passear e frequentar eventos.

  

Quando preciso remover o aparelho auditivo?

O uso de aparelhos auditivos exige uma fase de adaptação, durante a qual o fonoaudiólogo poderá propor um aumento gradativo de horas de uso do aparelho por dia. O tempo desse processo varia de pessoa para pessoa. Uma vez adaptada, a pessoa pode e deve utilizar o aparelho para realizar todas as suas tarefas rotineiras e aproveitar os pequenos prazeres de poder ouvir.

Os aparelhos auditivos exigem remoção periódica para recarregar baterias, para limpeza e manutenção. É aconselhável que quem usa o aparelho tenha sempre baterias extras e planeje com antecedência, para não passar longos períodos sem o equipamento. Porém, hoje existe uma grande variedade de modelos no mercado – inclusive alguns que podem ser utilizados para nadar, tomar banho e dormir.

O recomendado é conversar com o seu fonoaudiólogo, pesquisar e testar o modelo mais confortável para você, que não cause dor nem incômodo, e que atenda seus hábitos, suas necessidades auditivas e seu orçamento. Desta maneira, você poderá exercer pelo maior tempo possível sua habilidade de escutar melhor, e assim maximizar os benefícios do uso do aparelho auditivo. É importante lembrar que o uso do aparelho não aumenta nem diminui a perda auditiva, apenas permite que a pessoa com deficiência auditiva possa escutar melhor. Caso o problema auditivo progrida, é possível adaptar o aparelho, ou trocar por um aparelho mais apropriado. Nos casos mais severos em que o aparelho não for recomendado, o fonoaudiólogo e o otorrino especializado em audição serão os profissionais mais indicados para conversar sobre as opções de tratamento disponíveis. 

Se você gostou, compartilhe nas redes sociais:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

PRONTO PARA VIVER MELHOR?

Entre em contato com nossa Central de Atendimento ao Cliente ou em nossos canais de comunição abaixo.

ENTRE EM CONTATO

 0800 011 64 91

ligação gratuita

Acompanhe nossas redes sociais

× WhatsApp Atendimento Available from 08:30 to 17:30