Você sabe o que é apneia do sono?

img-Blog_voce-sabe-o-que-e-apneia-do-sono_1917x568

Ronco, cansaço e dor de cabeça matinal? Isso pode ser sinal de apneia do sono. Acredita-se que no Brasil 40 milhões de pessoas sofram com o distúrbio, que também causa dificuldade de concentração, ansiedade e mau-humor. Além de comprometer a qualidade de vida, por prejudicar a função reparadora do sono, a apneia não tratada pode desencadear vários problemas de saúde graves. A apneia do sono consiste em interrupções na respiração que se repetem, no mínimo, cinco vezes em um período de 60 minutos. Na apneia de obstrução, que é a mais comum, o motivo costuma ser um bloqueio temporário das vias aéreas, ocasionado pelo relaxamento dos músculos da garganta, em adultos. Nas crianças, as causas mais comuns são aumento das adenoides – glândulas localizadas no nariz e das amígdalas, estruturas que ficam na entrada da faringe, ou problemas ortodônticos.

A apneia central do sono é um distúrbio mais raro, ocasionado por uma alteração na região do cérebro que controla a respiração. As pausas na respiração decorrentes da apneia do sono causam diminuição do nível de oxigênio do sangue, o que pode ter sérias consequências para o organismo. A redução de oxigênio sobrecarrega o sistema nervoso, que eleva o ritmo dos batimentos cardíacos e estimula a contração dos vasos sanguíneos, aumentando o risco de pressão alta e arritmia cardíaca.  A apneia do sono também contribui para o acúmulo de gordura abdominal e resistência à insulina, o que pode acarretar surgimento de Diabetes do tipo 2.

Para prevenir a apneia do sono, é importante manter o peso sob controle, não abusar de álcool, cigarro e sedativos e, no caso de crianças, verificar a necessidade de uso de aparelho ortodôntico ou cirurgia, nos casos de obstrução das vias respiratórias por adenoide ou amígdalas. Como a pessoa que sofre de apneia do sono raramente tem ciência do problema, é fundamental que, em caso de suspeita, sejam realizados exames de monitoramento do sono em hospital ou instituto especializado. Uma vez detectada a apneia do sono, o profissional da saúde irá orientar o paciente sobre os tratamentos disponíveis. Uma forma comum de tratamento é o uso do CPAP (Continuous Positive Airway Pressure, ou Pressão Positiva Contínua das Vias Aéreas), um equipamento que permite a melhoria do fluxo de ar por meio da utilização de uma máscara facial ao dormir, semelhante à dos inaladores. Em alguns casos, pode ser recomendado o uso de aparelhos intraorais.

Além de prevenir o aparecimento de outras doenças, o tratamento correto da apneia melhora a qualidade do sono, proporcionando relaxamento e descanso apropriado e trazendo mais disposição para o dia a dia.   

Se você gostou, compartilhe nas redes sociais:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

PRONTO PARA VIVER MELHOR?

Entre em contato com nossa Central de Atendimento ao Cliente ou em nossos canais de comunição abaixo.

ENTRE EM CONTATO

 0800 011 64 91

ligação gratuita

Acompanhe nossas redes sociais

× WhatsApp Atendimento Available from 08:30 to 17:30