Tudo o que você precisa saber sobre apneia do sono

Compartilhe:

A apneia do sono é um distúrbio respiratório que afeta milhares de pessoas ao redor do mundo.

Esse diagnóstico ocorre quando o paciente para de respirar repetidamente durante a noite de sono devido ao colapso das vias aéreas superiores.

Existem diferentes níveis da apneia do sono, e o tratamento varia conforme a gravidade.

Níveis de Apneia do Sono:

  1. Apneia obstrutiva do sono (AOS): Este é o tipo mais comum de apneia do sono e ocorre quando os músculos da garganta relaxam excessivamente durante o sono, bloqueando parcial ou completamente as vias aéreas. Isso resulta em paradas na respiração e despertares frequentes ao longo da noite. A gravidade da AOS é frequentemente classificada em três categorias:
    • Leve: 5 a 15 episódios de apneia por hora.
    • Moderada: 15 a 30 episódios de apneia por hora.
    • Grave: Mais de 30 episódios de apneia por hora.
  2. Apneia central do sono: A apneia central do sono pode surgir como uma complicação devido algumas condições médicas como insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral (AVC). A insuficiência cardíaca pode prejudicar a respiração, causando acúmulo de dióxido de carbono, fluido nos pulmões e mudanças no controle da respiração, o que pode aumentar o risco de apneia central do sono.
  3. Apneia Mista do Sono: Este tipo de apneia envolve uma combinação de AOS e ACS.

Formas de Tratamento:

O tratamento da apneia do sono visa melhorar a qualidade do sono e aliviar os sintomas associados aos diagnósticos da apneia do sono. O tipo de tratamento pode variar dependendo do nível de gravidade e do tipo de apneia do sono, mas geralmente inclui:

  1. Mudanças no estilo de vida e hábitos saudáveis: Para casos leves, uma alternativa de tratamento geralmente envolve mudanças no estilo de vida e adquirir alguns hábitos saudáveis na rotina do paciente. Isso pode incluir perda de peso, manter uma alimentação rica em nutrientes e vitaminas, praticar alguns exercícios físicos, evitar o consumo de álcool e tabaco, dormir de lado em vez de costas e manter um horário de sono regular. Estas medidas podem ser eficazes, especialmente em casos leves de apneia do sono.
  2. Pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP): O CPAP é um tratamento altamente indicado e eficaz para a Apneia Obstrutiva Do Sono (AOS). Essa alternativa de tratamento envolve o uso de uma equipamento que fornece um fluxo constante de ar para manter as vias aéreas abertas durante o sono. O CPAP é frequentemente a terapia de escolha para casos moderados a graves de AOS.

Outras opções de tratamento, como dispositivos de avanço mandibular, cirurgias e terapia de posicionamento do sono, podem ser consideradas em casos específicos e sob a orientação de um profissional de saúde especializado em sono.

Caso sinta alguns sintomas como:

  • ronco alto
  • pausas na respiração durante o sono
  • sonolência durante o dia
  • e dificuldade de concentração

É recomendável um profissional, pode ser cardiologista, neurologista, pneumologista ou um profissional especializado em sono. O diagnóstico da apneia do sono envolve uma avaliação clínica, estudos do sono por um exame de polissonografia realizado em laboratório ou em casa, e, com base no diagnóstico, um plano de tratamento personalizado.

Com o tratamento adequado, é possível melhorar significativamente a qualidade do sono e reduzir os riscos associados a essa condição.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais:

Facebook
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Quer tirar dúvida com um de nossos especialistas?

Sua dúvida pode ser de outra pessoa também. Ajude-nos a ajudar mais pessoas. 

Mantenha-se informado!

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo e informações sobre saúde.