Dois ouvidos são sempre melhores do que um

Saiba por que a adaptação binaural tem sido o tratamento indicado quando a perda auditiva afeta os dois ouvidos

O uso de aparelho auditivo em ambos os ouvidos – quando a deficiência está presente bilateralmente – tem demonstrado em estudos científicos e na prática clínica que pode ser a forma mais efetiva de tratamento.

De acordo com a fonoaudióloga Patricia Di Risio, gerente de Planejamento da Microsom, essa recomendação permite que a resposta aos estímulos sonoros seja a mais próxima do natural, promovendo um maior equilíbrio auditivo. “Sempre digo que nós não nascemos com duas orelhas por acaso. Só quando ambas atuam simultaneamente é que conseguimos a resposta completa da audição, com a somatização das informações que chegam ao cérebro, a localização exata das fontes sonoras e uma melhor noção espacial”, resume. Além disso, adotar a adaptação binaural é também um cuidado que pode evitar um problema muito comum observado em pacientes, especialmente nos idosos. Quando a perda auditiva afeta os dois ouvidos, mas o paciente opta pela amplificação unilateral, há estímulo apenas das células de um único ouvido e de parte das respostas cerebrais.

Nesse caso, ao precisar do segundo aparelho futuramente, o processo de adaptação será ainda mais difícil, com aumento dos desconfortos físicos e auditivos. “Isso ocorre, porque essa privação auditiva faz com que o cérebro perca gradualmente suas habilidades de processar as informações e que seja forçado a reaprender pela segunda vez”, explica.

Os especialistas da Microsom têm como conduta oferecer gratuitamente os aparelhos auditivos durante o processo de adaptação que antecede a compra de qualquer um de seus produtos. E, para pacientes com perda auditiva bilateral, a indicação é sempre para que recebam dois aparelhos – ainda que, ao final dos testes, eles decidam pela compra de apenas um deles. “É nesse momento que orientamos nossos clientes a experimentarem ouvir primeiro com a ajuda de um aparelho e, depois, com os dois.

Assim, eles mesmos podem sentir a diferença para então decidirem ou não pela adaptação binaural junto a seus médicos de confiança”, aconselha a fonoaudióloga Patricia Di Risio.

BENEFÍCIOS DA ADAPTAÇÃO BINAURAL PARA O PACIENTE

• Adaptação mais rápida, por ser mais próxima do processo de audição natural

• Menor esforço para ouvir, maior conforto para receber os sons, que chegam com boa intensidade e mais qualidade

• Melhor reconhecimento das palavras e compreensão da fala e da comunicação

• Maior facilidade para localizar a fonte sonora e reconhecer sons em ambientes com diversos ruídos

• Aumento da noção espacial

24/05/2019