Conversando com o pai sobre perda auditiva

Dia dos Pais é um momento para celebrar seu pai, marido, avô, filho e amigos. Geralmente as pessoas estão reunidas em algum evento familiar como um almoço, churrasco, passeio, etc. Esses momentos podem apresentar a oportunidade perfeita para se sentar com seu pai e discutir sobre sua audição. Veja como você pode conversar com seus familiares de maneira natural e delicada sobre perda auditiva.

“Papai, você percebe os sinais de perda auditiva?”

Nem todos os homens percebem as falhas na sua audição. Uma das maneiras que você pode abordar esse assunto, é citando como ele aumenta o volume da televisão constantemente. Se os sons parecem estridentes ou ensurdecedores para você, mas normais para ele, seu pai pode ter perda auditiva.

Além de aumentar o volume, os pais com dificuldade auditiva não conseguem entender muitas palavras durante as conversas. Se você precisa repetir ou não consegue conversar com seu pai em restaurantes, espaços ao ar livre ou bares, a perda auditiva pode ser a causa. Isso leva essas pessoas ao isolamento, pois se torna cansativo interagir com familiares que apresentam esse problema. O que acontece é que indivíduos nessa situação temem constrangimentos, como por exemplo, não entender alguma expressão ou palavra e simplesmente acabam preferindo a solidão do silêncio longe dos outros.

Se você notar um aumento na introversão, pergunte se o seu pai apresenta algum dos outros sinais de perda auditiva. Naturalmente, os sinais mais óbvios de perda auditiva são dor nos ouvidos, zumbido constante ou dificuldades mais extremas de equilíbrio. Estes são alguns dos sintomas não apenas de perda auditiva, mas também de outros problemas que precisam de atenção médica.

Prevalência de perda auditiva em homens

Você sabia que o NIDOCD* descobriu que os homens têm duas vezes mais chances de sofrer perda auditiva do que as mulheres? Isso ocorre com pessoas de 20 a 69 anos. As ocupações profissionais tipicamente masculinas associadas a fatores de risco comportamentais, contribuem para esse resultado. Pense em profissões de construção, agricultura, maquinários, música rock ou metalurgia. Os trabalhadores são expostos a sons altos com bastante frequência e nessas indústrias geralmente são homens.

Além de locais de trabalho mais barulhentos, os homens também são mais propensos a participar de atividades perigosas para sua saúde, como fumar, beber ou comer de maneira pouco saudável. Esses problemas de saúde afetam diretamente o coração, os pulmões e a pressão arterial, mas essas condições também afetam a audição. Se não for tratada, a perda auditiva só piora – e muitos homens tendem a adiar tratamentos médicos.

Começando a conversa

Quando se trata de discutir a perda auditiva com seu pai ou avô, não deixe de se preparar, estar aberto e ser honesto. Verifique se ele já fez algum exame de audição nos últimos meses e pesquise as opções de médicos especialistas por perto, caso ele queira uma nova consulta. Conheça os novos modelos de aparelhos auditivos, seu pai pode se interessar – eles evoluíram muito nos últimos anos!

Investigue o que pode ter causado sua perda auditiva e seja capaz de explicar qualquer terminologia e responder suas perguntas. Finalmente, mostre a ele que você o ama e o apoiará durante todo o processo. Apenas uma conversa pode melhorar muito a qualidade de vida do seu pai.

Fonte: Hear-it.org, NIDOCD – National Institute on Deafness and Other Communication Disorders



09/08/2019