Agende sua Consulta

Escolha o melhor horário e data que você deseja ser atendido.

Saiba + sobre audição

SINTOMAS DA PERDA DE AUDIÇÃO

Se você suspeita que tem perda auditiva, considere os pontos abaixo:

  • • Você sempre pede aos outros para repetirem?
  • • Tem amigos ou familiares que dizem que você não ouve bem?
  • • Deixa a TV ou o rádio em volume mais alto do que as outras pessoas?
  • • Tem dificuldade em entender conversas com ruídos ao fundo?
  • • Tem dificuldades em acompanhar conversas em grupo?
  • • Tem dificuldade em identificar de onde os sons estão vindo?

Se você respondeu sim a mais de três entre as questões acima, há grande probabilidade de que você tenha perda auditiva. O próximo passo é conversar com um profissional de saúde auditiva (fonoaudiólogo ou médico otorrinolaringologista), que poderá diagnosticar mais precisamente sua perda e ajudar você a melhorar sua qualidade de vida.

EFEITOS DA PERDA DE AUDIÇÃO

De maneira geral, a perda auditiva não tratada pode resultar em dificuldades de comunicação, sociais e emocionais. Em crianças, especificamente, pode afetar a fala e o desenvolvimento da linguagem.

Comunicação

A consequência mais óbvia da perda auditiva são as dificuldades de comunicação:

  • • Conversas mais curtas e complicadas.
  • • Dificuldade em falar ao telefone.
  • • Problemas de comunicação com a família, amigos e colegas de trabalho.
  • • Necessidade de pedir aos outros que repitam com frequência, ou tendência a manter uma conversa mesmo sem entendê-la.

Social

Como a habilidade em ouvir piora, muitas pessoas se isolam, evitando interações sociais.

  • • Constrangimento em estar com grupos e pessoas desconhecidas.
  • • Diminuição da eficiência no trabalho.
  • • Silêncio e isolamento.

Emocional

A perda auditiva não tratada pode despertar uma série de sentimentos que abalam emocionalmente as pessoas e prejudicam sua qualidade de vida.

  • • Raiva.
  • • Frustração.
  • • Falta de concentração.
  • • Depressão.
  • • Embaraço.
  • • Ansiedade.
  • • Incerteza.
  • • Incompetência.
  • • Distanciamento de relações pessoais.

É importante saber que não tratar a perda auditiva pode contribuir para o agravamento de seus efeitos. O uso regular de aparelho auditivo, combinado com práticas efetivas de comunicação, pode ajudar as pessoas com impedimento auditivo a viverem totalmente envolvidas num mundo cheio de sons.

GRAUS DE PERDA DE AUDIÇÃO

Todos os tipos de perda auditiva são classificados em graus: leve, moderado, severo ou profundo. As perdas auditivas mais comuns são as de grau leve a moderado. Sons fortes, que ultrapassam 80 dB são considerados potencialmente perigosos para a audição, especialmente em casos de exposição prolongada. Ao atingir intensidades mais fortes o som pode prejudicar as células da orelha interna. Geralmente os sons agudos são afetados primeiro o que já compromete a inteligibilidade de fala pois sons como ´s´, ´ch´,´sh´´ tornam-se mais difíceis e ouvir.

VEJA TAMBÉM:

Nós entramos em contato com você

Receba nossa newsletter

OUTRAS SOLUÇÕES PARA VOCÊ: