Agende sua Consulta

Escolha o melhor horário e data que você deseja ser atendido.

Aparelho auditivo: por que buscar o tratamento ainda cedo?

Aparelho auditivo: por que buscar o tratamento ainda cedo?

Postado por trespontozero em 28/nov/2017 - Sem Comentários

No Brasil, tem crescido a frequência de pessoas com problemas auditivos e que necessitam do aparelho auditivo e, curiosamente, poucos sabem da importância do seu uso no tratamento.

 

Alguns dados sobre a perda auditiva no Brasil:

De acordo com o IBGE, em 2016, quase 10 milhões de brasileiros possuíam deficiência auditiva; desse valor, 7.2 milhões apresentam dificuldades para ouvir, mesmo que em menor escala; 2.6 milhões sofrem de perda auditiva severa que varia entre 70 e 90 decibéis; quase um milhão são jovens de até 19 anos.

O NIDCD (Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios de Comunicação) identifica que cerca de 31% das pessoas com mais de 65 anos e quase 50% dos idosos acima de 75 anos têm perda auditiva. O instituto apurou também que, entre 5 pessoas que poderiam se beneficiar com o aparelho auditivo, apenas uma utiliza.

Isto deve-se ao fato de que essas pessoas (principalmente as de idade mais avançada) acreditam que a perda auditiva é um sintoma natural da velhice, e que o uso do aparelho auditivo não poderia beneficiá-los, o que não é verdade.

Há estudos que comprovam que o aparelho é capaz de corrigir as falhas auditivas e devolver a estas pessoas, independentemente da idade, a vida normal.

Se você tem dúvidas sobre a perda auditiva, aparelhos auditivos e as causas desse problema, a Microsom pode te ajudar oferecendo meios para você testar sua audição, como uma consulta com um especialista para apurar o caso.

“O médico otorrinolaringologista é o profissional responsável por investigar e diagnosticar a perda auditiva. Dentre os exames realizados para detectar a presença de problemas auditivos está a audiometria. Trata-se de um teste auditivo em cabine, realizado por um fonoaudiólogo, onde o paciente responde aos sons que consegue escutar. Neste exame o profissional fonoaudiólogo investiga qual a menor intensidade que o paciente consegue captar em diversas frequências diferentes. Com a audiometria é possível saber se existe a perda auditiva bem como o grau de severidade da mesma. Se achar necessário, o médico poderá solicitar exames complementares para concluir o diagnóstico.” – Microsom.

Portanto, ao menor sintoma de deficiência auditiva, consulte um especialista para uma avaliação. Mesmo fazendo parte dos dados apresentados acima, com o tratamento adequado e o uso do aparelho auditivo você pode trazer de volta à normalidade do seu dia a dia.

Acesse o site da Microsom para mais informações.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Leia Mais microsom

Tópicos recentes

VEJA TAMBÉM:

Nós entramos em contato com você

Receba nossa newsletter

OUTRAS SOLUÇÕES PARA VOCÊ: