A ligação entre obesidade e perda auditiva

Independentemente da sua idade ou sexo, a obesidade e outros problemas relacionados ao peso podem ter sérias consequências para a sua saúde geral, incluindo a audição. Como a obesidade continua a representar uma ameaça para a população global, os médicos descobriram uma ligação entre essa condição e um aumento do risco de perda auditiva.

Obesidade e sua audição

Seus ouvidos exigem um fluxo saudável de sangue e oxigênio para funcionar adequadamente, portanto, os problemas vasculares resultantes da obesidade afetarão diretamente sua capacidade de ouvir. A presença da obesidade obriga o coração a usar mais força para bombear o sangue, deixando as minúsculas células ciliadas do ouvido interno vulneráveis. Essa condição, referida pelos médicos como vasoconstrição, prejudica as paredes capilares do ouvido interno e, com o tempo, limitará sua capacidade de ouvir normalmente. Infelizmente, uma vez que essas células ciliadas tenham sido danificadas, elas não podem ser tratadas e voltar a crescer.

Quando a obesidade afeta a audição, são as frequências mais altas de som que normalmente são as primeiras a desaparecer. De acordo com um estudo de 2013 do American Journal of Medicine, que mediu 68.000 mulheres ao longo de vinte anos, aquelas que mantiveram um índice de massa corporal (IMC) mais baixo e se envolveram em níveis mais altos de atividade física, foram 17% menos propensas a desenvolver uma perda auditiva ao longo do tempo. Aquelas que apresentaram sinais de obesidade, no entanto, foram até 27% mais propensas a apresentar alguma perda de audição, dependendo do seu grau de obesidade.

Outras condições relacionadas à obesidade

As questões cardiovasculares são apenas uma das causas da perda auditiva relacionada à obesidade. Condições como diabetes e doenças cardíacas também são mais propensas a se desenvolver como resultado do ganho de peso em excesso. Uma vez que a doença cardíaca tenha reduzido a circulação em seu corpo, seus ouvidos são um dos primeiros órgãos a ser prejudicados na entrega dos nutrientes de que precisam para funcionar adequadamente. As pessoas com diabetes tipo 2 devem também considerar visitar um profissional de saúde auditiva o mais rápido possível, pois essa condição quase duplica o risco de perda auditiva.

Os jovens não estão imunes a complicações resultantes da obesidade. Em um estudo de 2012 que analisou adolescentes, a perda auditiva estava presente em mais de 15% daqueles que eram obesos, em comparação com apenas 8% com pesos mais saudáveis.

Tomando o controle de sua saúde

Ganho de peso não acontece da noite para o dia, por isso tratar a obesidade e retornar a um IMC saudável pode levar anos. Exercícios cardiovasculares como corrida, são conhecidos por aumentar o fluxo sanguíneo e colaboram para impedir o acúmulo de placas, que reduzem esse fluxo para a cóclea e o nervo auditivo. Enquanto você cuida da sua condição física e da saúde em geral, é importante incluir um checkup com um profissional de saúde auditiva para monitorar quaisquer alterações em sua capacidade de audição que possam ocorrer durante o tratamento da obesidade. Em alguns casos, a prescrição de aparelhos auditivos também pode aliviar os sintomas de depressão e ansiedade, o que pode melhorar o controle de sua saúde ou a motivação para se exercitar.

Você está pronto para começar a levar um estilo de vida saudável? Isso poderá preservar sua audição por muitos anos. Se tiver dúvidas, entre em contato conosco no 0800 11 6497 ou procure uma das lojas Microsom.



23/08/2019