Agende sua Consulta

Escolha o melhor horário e data que você deseja ser atendido.

Saiba + sobre apneia

Apneia Obstrutiva do sono

Muitas pessoas não dão a devida importância para uma boa noite de sono. Dormem tranquilamente durante a noite, sem saber que até 9% da população adulta luta para dormir lidando com um distúrbio assustador e potencialmente fatal conhecido como Apneia Obstrutiva do Sono (AOS). Até 80% dessas pessoas não estão diagnosticadas. O pior é que muitas dessas pessoas desconhecem completamente a sua condição – alheias ao motivo do cansaço e menor qualidade de vida. Este link é projetado para ajudar as pessoas que foram diagnosticadas com AOS e suas famílias a entenderem mais sobre a condição e as suas formas de tratamento.

O que é a AOS exatamente?

Normal

Durante o sono normal, os nossos músculos estão relaxados, entretanto os músculos que controlam as vias aéreas mantêm algum tônus muscular para preservarem as vias aéreas abertas e permitirem a respiração.

Ronco

Em alguns casos, os músculos das vias aéreas ficam tão relaxados, fazendo com que elas se estreitem ligeiramente. Um colapso parcial frequentemente leva ao ronco. O ronco é o ruído gerado pela vibração da partes moles da garganta, ocasionada pela passagem de ar durante a respiração. Durante o ronco, as vias aéreas se estreitam ligeiramente, mas isso não reduz de forma significativa o fluxo de ar durante a respiração.

Apnéias, hipopneias e AOS

Da mesma maneira que em portadores de AOS, os músculos das vias aéreas sofrem relaxamento excessivo, no entanto, o estreitamento das vias aéreas é mais significativo no ronco e provoca uma redução leve ou total do fluxo de ar para os pulmões. Um colapso das vias aéreas parcial associado à redução no fluxo de ar é denominado "hipopneia". Um colapso completo das vias aéreas associado a uma interrupção completa de fluxo de ar para os pulmões é denominado "apneia".

sobre-aos-comparacao

Quando as vias aéreas são obstruídas, os portadores de AOS despertarão parcial ou completamente para retomar a respiração. Este processo pode ocorrer até centenas de vezes por noite, provocando interrupções graves do sono, além de sonolência diurna. Frequentemente, o paciente não tem consciência desses despertares repetidos, e é o cônjuge que percebe a luta para respirar durante o sono. Entretanto, algumas pessoas podem experimentar uma sensação de asfixia ou respiração ofegante. A AOS não tratada pode levar a graves problemas de saúde, como hipertensão, ataques cardíacos e acidente vascular cerebral. A sonolência diurna também pode levar a acidentes de trabalho ou rodoviários.

(Os termos hipopneia e apneia são derivados das palavras gregas "HYPO", significando abaixo do normal, "A", significando ausência ou falta de e "PNEA", significando respiração (literalmente "abaixo da respiração normal" e "ausência de respiração").

Sintomas da AOS:

  • Ronco alto;
  • Testemunhos de apneias/asfixia durante o sono;
  • Sonolência diurna excessiva;
  • Relatos de pausas respiratórias pelo cônjuge;
  • Cefaléia matinal;
  • Sono não reparador;
  • Depressão;
  • Baixa capacidade de concentração;
  • Perda de memória;
  • Disfunção sexual;

VEJA TAMBÉM:

Nós entramos em contato com você

Receba nossa newsletter

OUTRAS SOLUÇÕES PARA VOCÊ: